Reginaldo Lopes - A marca da mudança Reginaldo Lopes no Orkut Reginaldo Lopes no Flickr Reginaldo Lopes no Youtube Reginaldo Lopes no Twitter Reginaldo Lopes no Facebook

EDUCAÇÃO/
JUVENTUDE

Divisor

PÁGINA INICIAL > NOTÍCIAS > EDUCAÇÃO / JUVENTUDE

Seminário do PRONATEC em Viçosa reúne mais de 40 cidades

17/4/2013 16:48:00

Mais de 150 pessoas entre prefeitos, vices, vereadores, secretários e sociedade civil em geral, de 43 cidades, participaram do Seminário Regional para Implementação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) realizado pelo mandato do deputado federal Reginaldo Lopes em Viçosa, na Zona da Mata mineira. O evento aconteceu no último dia 12, na Câmara Municipal, e contou com a participação do reitor do Instituto Federal Minas Gerais (IFMG) Caio Mário Bueno e do coordenador do Programa na instituição Claudio Vita.
 
 
As cidades presentes foram: Paula Cândido, Porto Firme, Rio Pomba, Presidente Bernardes, Viçosa, Santa Bárbara do Monte Verde, Piedade de Ponte Nova, Rodeiro, Divino, Chácara, Silveirânia, Recreio, Araponga, Visconde do Rio Branco, Ubá, Guiricema, Guidoval, Dores do Turvo, Sericita, Lima Duarte, Astolfo Dutra, Fervedouro, Coronel Pacheco, Canaã, São Miguel do Anta, Coimbra, Teixeiras, Pedra do Anta, Senador Firmino, Guaraciaba, São Geraldo, Laranjal, Brás Pires, Tabuleiro, Pedra Dourada, São Sebastião da Vargem Alegre, Estrela Dalva, Rio Doce, Eugenópolis, Rosário da Limeira, Patrocínio do Muriaé.
 
De acordo com o deputado Reginaldo Lopes, que já realizou mais de 10 seminários, em diversas regiões do Estado, o PRONATEC é a possibilidade de cada município levar o ensino técnico para sua cidade, através do estabelecimento de uma unidade remota do Instituto Federal. “Com os recursos do Programa, o município consegue ter mais cursos, a priori, do que quando instala um campus federal, porque o Pronatec tem mais mobilidade”, afirmou.
 
No entanto, o parlamentar ressaltou que as Prefeituras precisam apresentar uma demanda de alunos objetiva e concreta. “É preciso fazer um estudo das necessidades locais e das possibilidades de empregabilidade na cidade e região”, alertou. Lopes acrescentou, ainda, que o público alvo dos cursos do PRONATEC é extenso, começando com os próprios funcionários das Prefeituras que, às vezes, precisam receber qualificação, mas falta recurso. “A qualificação dos servidores públicos para prestar um bom serviço para a sociedade tem quer ser permanente e o Pronatec está aí para ajudar”.
 
O reitor Caio reiterou o compromisso e informou que o IFMG pactuou R$ 35 milhões em recursos para investimento em custeio e 23 mil vagas. “Agora precisamos dos alunos e quem consegue captá-los é a liderança do prefeito ou da prefeita, do vice, dos secretários e dos vereadores. São esses agentes que precisam se envolver nesse processo”, acrescentou.
 
O reitor do IFMG reforçou que há um grande contingente de brasileiros perdidos. “Temos 8 milhões de jovens que saem do ensino médio e que não têm para onde ir. Temos que salvar essa geração, temos que prepará-la para que ela possa ajudar a sustentar o desenvolvimento industrial que o país precisa e que ela possa também ter uma renda digna. O Pronatec veio pra isso, para formarmos 8 milhões de jovens e trabalhadores e mudarmos a realidade atual através da educação”, definiu.
 
 O coordenador do PRONATEC no IFMG, Claudio Vita, explicou o funcionamento do programa e tirou as dúvidas dos participantes. O PRONATEC é dividido em diversas modalidades, entre elas está a Bolsa Formação Trabalhador que visa atender o público que está desempregado, precisando de uma qualificação mais rápida para se reinserir no mercado de trabalho ou que, mesmo empregado, encontra dificuldades no desenvolvimento das atividades laborais.
 
 
 Outra função do projeto é formar os jovens nos cursos técnicos, com o Bolsa Formação Estudante, que pode ocorrer de forma concomitante, integrada ou subsequente. Na forma integrada, o aluno, com uma única matrícula, frequenta curso cujo currículo foi planejado, reunindo os conhecimentos do ensino médio às competências da educação profissional. Na forma concomitante, ocorre uma complementaridade entre o curso técnico e o ensino médio. Nesta modalidade o aluno tem duas matrículas. Na forma subsequente, o aluno, ao se matricular no curso técnico, já concluiu o ensino médio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Divisor de conteúdo

OUTRAS NOTÍCIAS

28/06/2016 - Dilma denuncia riscos à democracia brasileira e promete continuar lutando contra impeachment

28/06/2016 - Reginaldo Lopes e Cristiano Silveira buscam recursos para UPA e hospitais de São João del-Rei

27/06/2016 - Lançamento em BH: iniciativas na área de Esportes beneficiarão 237 cidades mineiras

27/06/2016 - Com articulação de Lopes, DER/MG confirma início das obras na ponte de Almenara

27/06/2016 - Barbacena: Lopes defende ruptura com modelo eleitoral em lançamento de pré-candidatura do PT

27/06/2016 - BH: Encontro de Orientação Financeira e Eleitoral reúne três regionais de Minas no Barreiro

24/06/2016 - Serviço de Convivência amplia oportunidades para adolescentes e jovens em Bom Sucesso

24/06/2016 - Cidade de Rio Doce é líder em transparência no Brasil

24/06/2016 - Bom Sucesso inaugura UBS Sebastião Lopes e homenageia pai do deputado Reginaldo Lopes

22/06/2016 - Vale do Jequitinhonha: Lopes participa da entrega de tubos e reservatórios para 25 municípios


Ver todas as notícias >>

Divisor de conteúdo

COMENTÁRIOS

Nome*:

Cidade:

E-mail*:
  Não será divulgado
Mensagem*:









Por questões de segurança, pedimos que digite o texto da imagem abaixo, lembrando que se trata de um texto case sensitive e A é diferente de a.



* Campos de preenchimento obrigatório









Agenda


Banner PT Nacional

Banner PT Estadual

Banner Câmara dos Deputados





Reginaldo Lopes no Facebook Reginaldo Lopes no Twitter Reginaldo Lopes no Youtube Reginaldo Lopes no Flickr